Assobiar não é para todos

You know you don’t have to act with me, Steve. You don’t have to say anything, and you don’t have to do anything. Not a thing. Oh, maybe just whistle. You know how to whistle, don’t you, Steve? You just put your lips together and… blow.

Será injusto, para não dizer ridículo, reduzir a carreira de Lauren Bacall a algumas linhas num argumento, um filme ou um período, aquele que partilhou com Bogart. Foi muito mais que isso.

A verdade, no entanto, é que ao saber da sua morte foi a célebre frase de “Ter ou não ter” que me veio à memória.

Não é uma frase para qualquer uma. É preciso uma certa dose de ironia, de desplante, de “frankly my dear, i don’t give a damn”, ao mesmo tempo que, de facto, se “give a damn”, de querer parecendo que não se quer.

Steve (Bogart) juntou os lábios e soprou.

Anúncios
Assobiar não é para todos