Gonçalo M Tavares ou quando os prémios são como as palavras e as cerejas

No caso dele, os prémios são como as palavras e as cerejas. Vêm uns atrás dos outros. Ele é Gonçalo M. Tavares, escritor português, a caminho dos 41 anos, mas já com uma obra cheia de livros, páginas e prémios.

E quase se pode dizer que uns andaram a par dos outros. Um livro, pumba, um prémio. Um livro, uma reacção crítica positiva.Outro livro, outro prémio e mais críticas positivas. Mais, a coisa acontecia cá e lá fora.

Os elogios são tantos, os prémios são tantos, que um gajo desconfia. Começamos a olhar de lado, meio desconfiados de tantas coisas boas que acontecem a um mesmo indivíduo. Só pode ter nascido de rabiosque para a Lua.

E assim fui resistindo. Nem sei bem porquê. Fui.

Por estes dias desisti. Chegou mais um prémio para o homem, agora o de Associação Portuguesa de Escritores, e dei-me por vencido. Vou ler um livro dele.

Anúncios
Gonçalo M Tavares ou quando os prémios são como as palavras e as cerejas