Richard Lam, Alexandra Thomas e Scott Jones e a história de um beijo

Foto de Richard Lam

Os sonhos doces são feitos destes momentos. Únicos, irrepetíveis. Os inesperados confrontos em Vancouver, no Canadá, depois de um jogo de hóquei no gelo deram ao mundo três heróis. Dois protagonistas e o homem que os tratou de fazer entrar para a história do fotojornalismo.

Depois de fotografar o jogo e a conferência de imprensa para a agência Getty Images, Richard Lam soube dos confrontos e foi para a rua. A notícia, agora, era aquela. O jogo já não contava.

Dos desacatos e da intervenção policial, Lam fez muitas fotografias mas fez igualmente aquela que hoje faz história. Depois da polícia ter reprimido uma barreira de vândalos, Alexandra Thomas e Scott Jones estão no chão, no meio da estrada. Parecem beijar-se. A tranquilidade de um casal de namorados no meio do caos. A metáfora perfeita. O amor a vencer tudo. O romance a golear o drama. Poderia haver melhor imagem para ilustrar uma cidade de cabeça perdida mas aniquilada por um beijo?

A fotografia correu mundo. Publicada em centenas de jornais e revistas foi a imagem de marca de uns estranhos desacatos. Houve quem disse-se que tinha sido uma montagem, outros alegaram uma encenação. Lam garantiu que a imagem era genuína. Se era um beijo ou não, era outra história. Garantias não tinha mas a fotografia parecia mostrar que sim. Mas as fotografias também podem enganar.

Um vídeo, e agora onde quer que se esteja há sempre alguém a filmar, mostra toda a história. E não há encenação. Pelo menos da imagem. Já quanto ao beijo, o que ele, Scott, diz, é que apenas estava a acalmar a namorada, Alex. Deve ter conseguido.

Anúncios
Richard Lam, Alexandra Thomas e Scott Jones e a história de um beijo