Bullitt, Steve McQueen e Peter Yates mudaram a história de São Francisco. E do Ford Mustang

Aconteça o que acontecer, as ruas de São Francisco nunca mais foram vistas da mesma forma. As perseguições de automóveis no cinema atingiram um novo patamar e o Ford Mustang ficou marcado para a vida.

Tudo graças a um filme, um actor e um realizador.

O realizador foi Peter Yates. Morreu hoje, em Londres, aos 82 anos. Teve longa história na televisão e no cinema mas ficará para a história como o homem que rodou uma das melhores perseguições automóveis de sempre da sétima arte. Até hoje.

bullitt_1001

Na sua chegada a Hollywood, aos 39 anos e com três filmes em Inglaterra no currículo, teve nas mãos a realização de “Bullit”, com Steve McQueen, actor de créditos firmados e tido como difícil. O argumento do filme era de Alan Trustman, basedo no romance “Mute Witness”, de Robert L. Pike. A história era entendida como longa e confusa. Diz-se que o agora histórico filme acabou por ser salvo pela perseguição. “A maior parte das pessoas não se lembra da história mas lembra-se da perseguição”, confessou um dia Ron Riner, que esteve ligado à produção da fita.

Para além da influência de McQueen, um amante de automóveis e velocidade, a perseguição teve ainda a determinação de Yates, que estava longe de ser um desconhecedor do processo. Tinha estado ligado às corridas, ao trabalhar ao lado do então piloto de Fórmula 1, Sterling Moss.

A cena dura cerca de 10 minutos e representou três semanas de rodagem, na época da Páscoa de 1968. McQueen queria conduzir o carro sempre, em todos os takes. Ninguém ripostou. Ninguém negava nada a McQueen. Nem Yates. Mas a determinação do actor não foi além das primeiras cenas. No primeiro dia exagerou numa curva, os pneus espalharam o perfume da borracha queimada e acabou por assustar toda a produção. A cena está no filme. Ninguém confirmou mas consta que a mulher do actor soube da sua intenção de conduzir sempre o carro e decidiu impedir que isso acontecesse. McQueen acabou por aceitar o apoio de duplos e a persguição teve, além do actor, três outros condutores. 

Mas para a história ficou McQueen, como Bullitt, São Francisco e o Mustang. Yates também lá estava.

A famosa cena de Bullitt
Anúncios
Bullitt, Steve McQueen e Peter Yates mudaram a história de São Francisco. E do Ford Mustang