Senhores e senhoras, eis a E-Lápide

etomb_1211

Huang Jianbo, Zhao Ting, Wang Yushan, Ran Xiangfei e Mo Ran são amigos. E são os autores do E-Tomb, que se pode traduzir por E-Lápide. Que se define por ‘lápide electrónica’. E o que é? É apresentado como uma rede social pós-morte.

Alto e pára o baile. A ideia não é colocar os falecidos a enviarem mensagens do além. Nada disso. É tão só colocar um disco rígido numa lápide, alimentado a energia solar, onde esteja reunido todo o material digital do morto, desde posts em blogues, actualizações no Facebook, no Twitter, fotografias e vídeos que o ocupante da campa colocou online durante os anos em que esteve no mundo dos vivos.

A informação poderá ser alcançada através de uma chave Bluetooth, ao dispor de amigos e familiares que poderão revisitar o arquivo online do falecido utilizando, por exemplo, um telefone com acesso à internet. Não sei se a ideia terá sucesso mas que é engenhosa, lá isso é.

Anúncios
Senhores e senhoras, eis a E-Lápide