A razão de João Jardim

Diz hoje o Jornal de Notícias que “os fundos comunitários desviados das regiões mais pobres para Lisboa já ultrapassam 154 milhões de euros”. Feitas as contas dá “um aumento de seis milhões em meio ano, tendo o ritmo de aprovações abrandado”.

A isto não se chama desvio, concentração, opções políticas ou estratégicas. Nem sequer se chama ‘país a duas velocidades’. Chama-se uma vergonha!

Cada vez me convenço que, no seu jeito truculento, Alberto João Jardim tem razão. Quem não grita, quem não berra ou ameaça não come.

Anúncios
A razão de João Jardim