Em Mirandela ninguém gosta de nus mas todos querem ver a Playboy

play_mirandela

É jovem, bonita, elegante, bem-feita. É professora de música contratada para leccionar nas actividades extra-curriculares. Ah, e despiu-se para uma sessão fotográfica da Playboy. Acabou afastada do contacto com alunos e já sabe que o contrato não lhe será renovado para o próximo ano lectivo. A Câmara de Mirandela já confirmou, apesar de se ter esquecido de informar a jovem de que nunca, jamais, poderia tirar retratos do jeito que veio ao mundo.

Pelos vistos, os pais dos alunos da professora Bruna Real ficaram preocupados pelo facto dos rebentos terem feito fotografias com os telemóveis das páginas da revista e andarem a trocar mensagens.

Um tio de um primo de um amigo de um senhor que vai duas vezes por ano a Mirandela até já me disse que se percebe porque na terra ninguém se despe, nem para tomar banho ou fazer necessidade. Que há uns lençóis com uns buracos para esse efeito.

Não acreditei. Então na terra das alheiras, iam lá ter uns lençóis esburacados para essas coisas? Não pode ser. Li no JN e noutros órgãos de informação que a jovem “gosta de dar nas vistas”. Deve ser vingança, então. A rapariga é jeitosa e os invejosos e invejosas têm é rancor do corpo que Bruna deu ao manifesto fotográfico. Só pode.

É, então, professora do ensino básico? Já imagino os miúdos a adorarem a sêtora. Logo, há inveja. Estão os pais a dizer aos filhos que vão faltar às aulas para ir ver o Papa e os petizes recusam porque não querem faltar à lição de flauta. Está visto.

O director da escola disse que “aparecer numa revista sem roupa não é compatível com a função de professora e de educadora”. Deve ser preferível aparecer de buço e ruga no nariz.

A sempre o problema dos miúdos gastarem a mesada toda em mensagens de telemóvel. Isso sim, é um problema. As coisas que se ficarão por dizer naquelas excelentes mensagens cheias de x, k e outros que tais. Se ainda fosse a professora de português a aparecer na revista…

O certo é que em Mirandela a edição da revista de Maio esgotou. Como é óbvio não foi ninguém da terra a comprar a revista. Devem ter sido pessoas de fora que lá foram comprar os exemplares para evitar que o povo magoasse os olhos nas vergonhas da moça. E logo com o Papa aqui, em Portugal…

Anúncios
Em Mirandela ninguém gosta de nus mas todos querem ver a Playboy

Um pensamento sobre “Em Mirandela ninguém gosta de nus mas todos querem ver a Playboy

  1. hernan hernandez diz:

    enamoradihno professora portuguesa moito obrigaro depois de aparecer nua em um ensaio publicado pela Playboy de Portugal. ‘Bruna’ mi professora quiero aulas de música do ensino basico. ‘Bruna’ my love, you are so beautiful, te amo, eres tan hermosa…..mamacita

Os comentários estão fechados.