Uma greve sem bom senso

Juro que não tenho nada contra quem faz greves. Desde que sejam marcadas e realizadas com bom senso. Garanto que nada me move contra os coisos da TAP, que me merecem o máximo respeito. Desde que façam greves com bom senso. O problema é que a presente greve é desprovida de bom senso. O que me chateia. A sério, até posso admitir que me irrita.

 tap-2409

A TAP, como todos recordamos, esteve à beira da falência e de fechar as portas há uns anos atrás. Os coisos estiveram quase a ir para à fila do centro de emprego. Sobreviveu graças aos donativos de todos os portugueses pagos segundo a fórmula dos impostos. E sem nos perguntarem nada. “Ah e tal, é importante ter uma companhia aérea de bandeira nacional”.

Continuam a ser os impostos dos portugueses que seguram a empresa, que continua a dar prejuízo. O sindicato dos coisos já veio dizer que não é aquele segmento, aquele em que laboram, que é o causador do défice. Não, são outros. Outro segmento. Uma análise que demonstra bem o grau de solidariedade profissional do sindicato dos coisos em relação a colegas da empresa. Se calhar, o melhor seria despedi-los, não?.

Os coisos têm vencimentos, em média, de 8600 euros. Mais que o Presidente da República, por exemplo. Quando um coiso começa a trabalhar aufere um vencimento médio superior a 5000 euros. Quantos portugueses são assim tão privilegiados?

Dizem que há outros iguais, de outras companhias, que ganham mais. Pois, lá calha. No meu sector profissional há outros, noutras empresas, que ganham mais que eu. Pelo que ouvi dizer, acontece isto em mais sítios. Alguém diz isso aos coisos, se faz favor?

Os coisos querem aumentos de mais de 9 por cento. Sim, 9 por cento. A administração da Tap diz que pode chegar aos mil euros de aumento. O sindicato diz que não. Na maior parte será de 600 euros. Mais que o salário mínimo nacional.

A greve acontece num momento específico da vida política nacional, o que ajuda a compreender o carácter dos coisinhos sindicalistas. “Bora fazer greve que os gajos ficam assustados, dão o graveto e ainda mais uma regalias”.

Os coisos não têm vergonha na cara?

Anúncios
Uma greve sem bom senso