A “família” Manson matou há quarenta anos

charles manson

Foi há quarenta anos que a “família” de Charles Manson assassinou Sharon Tate e alguns convidados, na casa de Tate e do marido, o realizador Roman Polansky, que se encontrava a filmar em Londres.

Foi uma chacina brutal efectuada por quatro seguidores de Charles Manson, um psicopata que dizia ter encontra uma mensagem numa canção dos Beatles, abordando uma guerra racial, que pretendiam espoletar. No dia seguinte voltaram a matar. Foram presos e cumprem penas de prisão perpétua.

No auge do “flower power” e do “make love not war”, um grupo de loucos decidiu ficar para a história. E com sucesso. O caso continua, passadas quatro décadas, a merecer a atenção de muita gente em todo o mundo.

Hoje, o DN aborda o assunto, num texto breve mas bem construído. Quem pretender mais detalhes, pode encontra-los no Trutv.

Anúncios
A “família” Manson matou há quarenta anos