O caso das agressões a Leonor Cipriano

Era para ter aventado alguma coisa sobre o tema na sexta-feira. Decidi esperar, em busca de uma qualquer explicação decente, um esclarecimento suplementar. Até ver, nada. Um tribunal nacional decidiu condenar, com pena suspensa, um ex-inspector e um inspector da Polícia Judiciária por falsidade de depoimento no caso das agressões a Leonor Cipriano. Sim, agressões. O tribunal considerou que a mãe de Joana foi agredida nas instalações da PJ. Mas não conseguiu identificar os autores.

Mais em Aventar.

Anúncios
O caso das agressões a Leonor Cipriano

3 pensamentos sobre “O caso das agressões a Leonor Cipriano

  1. henrique santos diz:

    Processos contra G.A. :
    No foro crime :
    Crimes tortura de Leonor , irmão e padrasto de Joana ;
    Crimes falsificação de documentos e violação do segredo de
    justiça , difamação , injurias , ofensas à integridade física ,
    danos , ameaças de violência , perturbação da vida privada
    de terceiros e burla de familiar !!!
    No foro cível :
    Apreensão e proibição do livro AVM , arresto de bens , acção
    de indemnização .
    Ainda , procedimento disciplinar .
    Tudo nebulosamente complicado com a sua intimidade privada …

  2. henrique santos diz:

    Processos contra G.A. :
    No foro crime :
    Crimes tortura de Leonor , irmão e padrasto de Joana ;
    Crimes falsificação de documentos e violação do segredo de
    justiça , difamação , injurias , ofensas à integridade física ,
    danos , ameaças de violência , perturbação da vida privada
    de terceiros e burla de familiar !!!
    No foro cível :
    Apreensão e proibição do livro AVM , arresto de bens , acção
    de indemnização .
    Ainda , procedimento disciplinar .
    Tudo nebulosamente complicado com a sua intimidade privada …

  3. henrique santos diz:

    Gonçalo Amaral aposenta-se em Setembro de 2008 , para se furtar a procedimento disciplinar , em virtude do caso Leonor , irmão e padrasto de Joana .
    O livro foi publicado em junho/julho de 2008 . Teve que ir para a tipografia o mais tardar em Maio de 2008(onde ilicitamente tomaram conhecimento dele) . O processo foi arquivado em finais de Junho de 2008 . É óbvio que Gonçalo Amaral cometeu o crime de violação do segredo justiça p. e p. no artigo 371º do Código Penal com a agravante de ainda ser funcionário público , não escapando assim às duas sanções disciplinares. .

Os comentários estão fechados.