Woody Harrelson e os zombies

WoodyHarrelson_1104

Woody Harrelson é um prato. Não sei se ainda se utiliza, mas há uns anos, quando se queria definir alguém como sendo divertido e engraçado, autor de umas piadas catitas, costumava dizer-se que fulano “é um prato”. Foi do que me lembrei quando li uma notícia, na CNN, sobre a explicação de Woody Harrelson para ter batido num fotógrafo no aeroporto de Nova Iorque.

O actor, já nomeado para um Oscar, por “Larry Flint”, e vencedor de um Emmy, por “Cheers, Aquele Bar”, é conhecido por ter um certo mau feitio.

Não chega ao mau feitio do pai, um assassino profissional contratado por grupos criminosos, mas por vezes fica irritado. Foi o que aconteceu no aeroporto de La Guardia. Perseguido por um paparazzi da agência TMZ, a ‘mostarda’ não demorou a chegar ao nariz do actor que agrediu o fotógrafo. Nas declarações à polícia, contou que participou num filme, “Zombieland”, no qual era perseguido por um zombie. Ao ser perseguido pelo fotógrafo no aeroporto, confundiu-o com um zombie e desatou à bofetada.

Daqui se podem tirar algumas ilações. Primeiro, que Woody tem tendência a confundir ficção com a realidade; Segundo, que já ninguém respeita os zombies.

Anúncios
Woody Harrelson e os zombies